Braidwood e feno grego

25 de julho de 2018

Depois de alguns dias nas montanhas cheias de neve, continuamos viagem. No caminho de Camberra, paramos na pequena Braidwood, uma cidade rural, com estilo de velho Oeste. Não conseguimos fugir muito do frio, afinal, estamos no inverno por aqui também e as temperaturas estão bem baixas.

Já na estrada fomos surpreendidos por mercadorias tentadoras exibidas nas lojas. Desde artigos antigos, peças colecionáveis, até obras de arte produzidas por artistas contemporâneos locais.

O surgimento da cidade se deu graças a extração abundante de ouro. Por conta disso, a região ficou conhecida historicamente pela mineração. Hoje em dia, ela se tornou um destino chique de muitos turistas que a visitam e, além disso, ela é a via principal para os habitantes de Camberra que se dirigem para a costa. Com uma mistura histórica e cercada de influências modernas, Braidwood concentra um importante centro de serviços e parte de sua importância moderna, deve-se ao fluxo de artistas, escritores e pessoas que procuram uma “troca de ideias”. A cidade transpira essa vibe artística e descontraída.

Para mim, a cidade seria minha moradia por apenas um dia. Mesmo sendo pouco tempo, eu não deixaria de aproveitar as graças e conhecer os sabores por aqui, né? Para melhor explorá-la, fiz um passeio histórico pela cidade, passando por 54 pontos turísticos históricos, começando pelo Museu de Braidwood, localizado em um prédio muito importante para a região, construído com granito local. Também deu tempo de ir a uma doce e encantadora padaria e descobrir, conversando com os locais, que a cidade foi palco de diversos filmes, incluindo Robbery Under Arms (1920), Ned Kelly (1970), The Year My Voice Broke (1987), On our Selection (1995), Finding Joy (2003), The Discontinuity (2009) and Australia’s Most Haunted (2013).

Ainda encantada com o tamanho da cidade, fui conhecê-la e descobri que em sua última contagem populacional, o censo registrou 1651 habitantes. A cidade, apesar de pequena, esconde um mistério e uma tradição que dão a ela um charme especial. Entre as poucas ruas, podemos encontrar estabelecimentos pequenos, que carregam herança familiar, com receitas que são passadas de pai para filhos. Serviços à moda antiga e com qualidade excepcional, encontramos hambúrgueres caseiros, docerias, itens decorativos, brinquedos, artesanatos e diversos outros itens.

E depois de ter andado um pouquinho, aprendendo e conhecendo mais sobre a história e as curiosidades desta cidade, estava na hora de conhecer o sabor de Braidwwod. De volta à mesma padaria, Dojo Brad, onde conversei e fiz amizade com algumas simpáticas senhoras que ali estavam, fiz minha pausa antes de seguir viagem. Tudo me chamou bastante atenção por ali. Uma casa antiga, de teto baixo, paredes brancas com alguns tijolos aparentes, cadeiras de alumínios na entrada, traduziam exatamente o que é a cidade. Ao entrar percebi que eles não utilizavam embalagens plásticas e que tudo vendido no estabelecimento, era produzido por eles mesmos.


Entre os vários salgados e pães expostos, com recheios diversos (salsicha de carne de porco e vitela, to
mate cereja e mussarela, focaccia de ovos e panceta, torta de carne com vinho tinto) eu queria escolher um que fosse diferente e famoso no local, então me indicaram uma torta de cordeiro com feno-grego (lamb e fenugreek pie).

 

 

O Feno-grego é uma espécie de trigo, e desde a antiguidade já era usado para tratar problemas de saúde. Originária da Índia e do Paquistão, a planta trigonella foenum-graecum vem sendo alvo de vários estudos, alguns deles destacam suas propriedades anticancerígenas e seu poder de redução da glicose em pacientes diabéticos. Outra função atribuída ao vegetal, está ligada ao emagrecimento, já que ele age diminuindo a vontade de comer, aumentando a massa muscular e reduzindo a gordura corporal.

Bom, apesar de ter o poderoso feno grego, minha escolha não era tão saudável assim rsrs.  A torta tinha um sabor forte e marcante, por conta do cordeiro, e estava muito bem temperada. A massa era leve e parecia um muffin misturado com uma empada. Saí de lá feliz, satisfeita e pronta para seguir viagem.

 



(11) 99980.7573

Está interessado em contratar os meus serviços de Personal Chef?

Orçamento